Vai correndo vai

 

Fui e voltei
andei pelo mar.

Andei por aí
a me procurar.

Ignorando as portas fechadas ,
entrei e saí ,
sem ficar.

Fui e voltei
sempre inquieta ,
pois já não podia chegar ,
sem antes romper as trevas ,
sem depois deter as torrentes ,
já não podia chegar .

Agora ,
sinto a vida passar .
Agora ,
sairei por aí com meu grito ,
batendo às portas para dizer :
Olha que a vida passa
e se não estás desperto ,
ela te pega calado ,
cansado e sem audácia .

Mas não!!!

Vai correndo ,
avisa que estás aqui ,
que pensas , sentes ,
discordas
e tentas ser feliz .
Quem sempre adia ,
um dia chega tarde demais.
Portanto vai agora,
vai logo , anda.

Delurdes Moraes

 

Voltar ao menu de poemas

Voltar à página inicial