NÃO É O QUE PARECE ?

Texto e Locução : Delurdes Moraes
 

Em volta

tudo questiona

menos eu.

Quantas certezas têm

quem não morreu?

Enquanto há vida

há perigos , avisos ,

e inimigos.

Nas noites em que não durmo

me levanta a suspeita

que numa paixão voraz

comigo se deita

e nada sente e nada faz,

mas pensa, fala e inquieta

me faz poeta.

Vivo dias calmos e noites desconfiadas.

Ás vezes sorte

as vezes azar

são fatos a passar

e eu , vivo o que melhor achar.

Se dentro de você há um juiz

trate de seduzi-lo

finja que você é outra,

mas de manhã sozinha

invada a rua vizinha

que há em sua almazinha.

Naquela esquina

aonde só você com você mora.

Aonde ninguém vê

se ri ou chora .

Em volta tudo é certeza

até a luz se acender.

Não é o que parece ser ?

Delurdes Moraes


 

Direitos autorais registrados®

Voltar à página inicial

Voltar ao Menu poemas/áudio